Superminas apresenta novidades e tendências para a panificação e supermercados

Posted on 22/10/2013

0


Feira também conta com rodada de negócios e desfile de moda para o setor

Feira é a segunda maior do país e vai trazer o que há de mais recente no mercado / Edy Fernandes

Feira é a segunda maior do país e vai trazer o que há de mais recente no mercado / Edy Fernandes

Até 24 de outubro, empresários do setor de panificação e supermercados de Belo Horizonte terão a oportunidade de conhecer as principais tendências e novidades do mercado, durante a 27ª edição da Superminas Food Show. Neste ano, o evento vai abordar a qualificação do setor, o desenvolvimento e as ampliações para o mercado. A estimativa de movimentação de negócios, segundo a organização, é de 1,3 bilhão de reais.

Segunda maior feira do ramo, a Superminas, neste ano, vai reunir uma série de atividades para que os empresários possam aproveitar todos os dias do evento. Além de contar com 120 representantes de diversos municípios de Minas Gerais, todos os estados da federação, mais o Distrito Federal, participam desta edição. Há, também, cerca de 20 estrangeiros.

De acordo com o presidente da Associação Mineira de Supermercados (Amis), José Nogueira, “a Superminas é uma ótima iniciativa, já que traduz, em investimentos e negócios, a realidade do mercado de panificação e supermercados aqui em Minas e no restante do país”. Ainda de acordo com Nogueira, a estimativa de crescimento é de 4%. E os investimentos devem chegar a R$ 300 bilhões, com faturamento real de R$ 25 bilhões.

Para otimizar os negócios, a feira diminuiu a expectativa de público, e 55 mil pessoas são aguardadas, uma redução de 5% em relação a 2012, quando a projeção foi de 58 mil. E a configuração também está mais atrativa. Serão dois espaços, com características diferentes. O primeiro, chamado de “Pavilhão Azul” reúne empresas do segmento alimentício. Já o “Pavilhão Vermelho” abriga o setor de serviços.

Novos hábitos de consumo – Recente pesquisa divulgada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) revelou um dado preocupante para o setor. A média de pão consumida pelos brasileiros é de 34kg/ano, enquanto a mundial chega quase ao dobro, 60kg/ano. O superintendente da Amis, Adílson Rodrigues, explica que o baixo consumo se reflete nos hábitos alimentares do brasileiro. “Por ser um país tropical, criamos o hábito de substituir o pãozinho por outros alimentos, como as frutas”, disse.

Pensando nesse cenário e nas mudanças que vêm ocorrendo na sociedade, a Superminas terá um foco diferente. A partir do tema “Neo-consumidor – como atender a essa demanda?”, a entidade vai privilegiar a relação que o setor precisa manter com os novos consumidores. Aqueles que dificilmente tomam café da manhã em casa, que são solteiros ou divorciados, mas que sempre estão se alimentando, seja em uma padaria, lanchonete ou espaço gourmet de algum supermercado, são o novo nicho que o mercado precisa entender.

Rodrigues aponta que “o setor também precisa se adaptar e se qualificar. Do contrário, teremos uma demanda que não será atendida”. Por esse motivo, o evento contará com 45 palestras sobre tendências de consumo, qualificação profissional, além de debates com especialistas do mercado e, para os que já estão se adequando às novidades, uma “Padaria Conceito”, projeto, realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Panificação (ABIP), em parceria com o SEBRAE.

Espaço para a moda mineira – Pela primeira vez, haverá um espaço exclusivo para o segmento de vestuário: é o “Super Fashion”, com a participação de 18 empresas expositoras. A proposta é valorizar a indústria da moda e mostrar aos supermercadistas o potencial que desse setor. O projeto é uma iniciativa Amis, da Associação da Indústria Mineira da Panificação (Amipão), da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e do Sindicato das Indústrias do Vestuário do Estado de Minas Gerais (Sindvest-MG).

Serão 15 fornecedores de moda casual e 3, de uniformes corporativos. O mix será composto de roupas feminina, masculina e infantil. “O segmento de vestuário em Minas é muito significativo em volume e em qualidade e o setor supermercadista vem abrindo cada vez mais espaço para essa seção”, disse o presidente da Amis, José Nogueira.

Outras informações estão disponíveis em http://www.superminas.org.br.

Anúncios
Posted in: Economia