FILE Belo Horizonte promove o diálogo entre arte e tecnologia

Posted on 12/09/2013

0


Festival, que já faz sucesso em São Paulo há 14 anos, reúne trabalhos de artistas de várias partes do mundo

Aplicativo ARART permite que o visitante descubra diferentes detalhas em obras famosas / Thales Leite

Aplicativo Arart permite uma nova perspectiva em obras famosas / Thales Leite

De 13 de setembro a 13 de outubro, o espaço Oi Futuro recebe uma exposição inédita na cidade. Festival Internacional de Linguagem Eletrônica – FILE– trouxe à capital mineira um recorte do evento que já é realizado há 14 anos em São Paulo. A mostra é uma plataforma interdisciplinar internacional para incentivar o desenvolvimento de projetos inovadores e criativos nas áreas da arte e da tecnologia.

Em Belo Horizonte, este recorte do FILE apresenta 4 instalações e 47 aplicativos para tablets. Ao todo, cerca de 50 artistas internacionais compõem o portfólio do Festival, na capital. Durante a visita, o público poderá interagir com as plataformas digitais e, ao mesmo tempo, brincar com grandes obras de arte.

Um dos exemplos vem da Grécia. “Starry Night”, de Petros Vrellis, é uma animação baseada no quadro Noite Estrelada, de Van Gogh, que se modifica quando tocado. Nesta peça, os fluxos icônicos da pintura original ganham vida, e o espectador pode brincar com as cores da pintura-tablet, alterando formas e trilha sonora.

O aplicativo “Arart”, dos japoneses Takeshi Mukai, Kei Shiratori e Younghyo Bak, também modifica telas famosas. Ao aproximar o tablet da pintura Moça com brinco de pérola, de Johannes Vermeer, o visitante conhece novas expressões da enigmática pintura. E o misterioso sorriso da Monalisa, de Leonardo Da Vinci, também ganha outras interpretações por meio da plataforma.

De acordo com uma das organizadoras do FILE, Paula Perissinotto, o recorte é uma seleção das obras que mais se encaixaram no formato desta primeira edição na cidade. “Não era viável, por uma questão de espaço físico e logística, trazer o FILE, de maneira completa, para BH. Optamos, então, por essa interface que promove as obras e permite que o público tenha contato com os trabalhos”, disse.

Outras informações sobre o FILE Belo Horizonte pelo telefone (31) 3229-3131 ou no site www.file.org.br. A entrada é franca.

Posted in: Arte, Tecnologia