Governo de Minas lança passaporte para acesso a pontos turísticos

Posted on 02/09/2013

0


MinasPass, iniciativa da Secretaria de Turismo, promete movimentar o trade turístico de BH e Região Metropolitana

Passaporte vai promover o acesso a pontos turísticos da Grande BH / Divulgação

Passaporte vai promover o acesso a pontos turísticos da Grande BH / Divulgação

Belo Horizonte e Região Metropolitana ganham, a partir deste mês, uma ferramenta inédita para fomentar e estimular o setor turístico. O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (SETUR), apresentou nesta segunda-feira (2), no Minascentro, o MinasPass, passaporte semelhante a um cartão de crédito que pode ser utilizado em diversas atrações, com descontos e benefícios para quem visitar a Grande BH.

Com esse cartão, o Governo espera oferecer mais comodidade e praticidade durante a estada dos turistas na capital mineira e nos municípios do entorno. O Passaporte custará R$50,00, quando utilizado para visitar os pontos turísticos, e R$ 92,00, caso o visitante também escolha o serviço de Conexão Aeroporto (ida/volta).

Estudantes e idosos pagam meia-entrada. A retirada do cartão poderá ser feita nas próprias atrações turísticas dos municípios, mediante a apresentação do voucher de pagamento, que é gerado no ato da compra. A partir daí, o cartão magnético deverá ser apresentado, a cada visita, na portaria dos atrativos. Os cartões deverão ser utilizados em até 48h.

O MinasPass foi viabilizado graças a uma parceria entre o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-MG) e a Companhia Mineira de Promoções (PROMINAS). Mineiros, moradores de outros estados e estrangeiros podem adquirir o cartão diretamente pelo site www.minasgerais.com.br/minaspass. Quem comprar o cartão terá descontos e benefícios em vários serviços, como restaurantes, bares e hotéis.

Segundo o secretário Agostinho Patrus Filho, o objetivo é aquecer o trade turístico Uma das propostas é fazer com que os visitantes passem mais tempo na cidade. “A vantagem do MinasPass é que o turista pode programar a visita aos pontos turísticos do Estado, e, com isso, passar mais tempo no local, conhecer outras atrações e movimentar o setor.”, disse.

Em BH, a Igreja da Pampulha, o Museu das Minas e do Metal e o Museu de Artes e Ofícios estão inclusas no passaporte. A RMBH conta com a Gruta da Lapinha (Lagoa Santa) o Instituto Inhotim (Brumadinho), os museus da Inconfidência e do Oratório (Ouro Preto), a Igreja de Nossa Senhora do Ó (Sabará) entre outros. A lista completa está disponível no site do MinasPass.

Anúncios
Posted in: Economia, Turismo