Feira do Bebê e da Gestante movimenta o Minascentro

Posted on 09/03/2012

1


Sessões de fotos para gestantes, recém-nascidos, enxoval completo, móveis e decoração infantil, moda para gestantes, bebês e crianças fazem parte da 45ª edição da feira. Além de movimentar o mercado, a Feira do Bebê e da Gestante promove a conscientização sobre o parto natural e o aleitamento materno.

A Feira do Bebê e da Gestante reúne as principais novidades do mercado no Minascentro.

A maternidade é um dos momentos mais aguardados por muitas mulheres. Acompanhar cada mês da gestação, o crescimento do bebê, a escolha do enxoval, pensar em um carrinho confortável, a mamadeira e o bico ideias fazem parte da rotina das futuras mamães. Em sua 45ª edição, a Feira do Bebê e da Gestante, que é a maior do país, reúne as principais novidades do mercado, até 11 de março (domingo), no Minascentro. Além de movimentar a economia e o turismo de negócios na capital, a Feira também promove palestras sobre amamentação e incentivo ao parto natural.

Sessões de fotos para gestantes, recém-nascidos, enxoval completo, móveis e decoração infantil, moda para gestantes, bebês e crianças, moda lingerie para gestantes, brinquedos, artigos para presentes entre outros compõem o mix de serviços que a Feira do Bebê e da Gestante oferece nesta edição. No total, 100 expositores de todo o país estarão no Minascentro mostrando o que há de melhor para mamães e bebês.

A feira reúne diversos artigos para bebês e gestantes.

A empresária Juliana Fonseca, grávida de sete meses, visitou a Feira pela primeira vez e se encantou com os produtos que viu. “É cada coisa linda. Dá vontade de levar tudo para casa. Se a gente não controlar, acaba comprando mesmo”, brinca. Já a dona de casa Alessandra Oliveira, mãe de duas crianças, veio à feira para comprar alguns presentinhos para seus filhos. “Eu, sempre que posso, dou uma passada por aqui. Os produtos são mais baratos e dá até para fazer um ‘agradinho’ para os meninos, além de economizar”, disse.

"A feira representa um 13º mês de faturamento para os expositores" - Uriel Pinheiro.

Organizada pela MG Marketing / Êxito Marketing, a Feira já faz parte do calendário oficial de eventos da cidade. Por ano, são três edições que ocorrem nos meses de março, junho e dezembro. Segundo o diretor da MG Marketing / Êxito Marketing, Uriel Pinheiro, a Feira representa uma grande oportunidade para os comerciantes aumentarem a visibilidade da marca, além de lucrar com a venda dos produtos. “Em seis dias, os expositores chegam a faturar o equivalente a um mês. É como se a feira fosse o 13ª mês de trabalho”, aponta. Ainda segundo Pinheiro, cerca de 20 mil pessoas devem visitar o Minascentro durante a Feira.

Conscientização sobre parto normal também faz parte da Feira

Além de movimentar a economia da cidade e, também, do Estado, a Feira do Bebê e da Gestante tem buscado sempre conscientizar as futuras mamães sobre a importância do parto normal. Um exemplo dessa iniciativa é a parceria firmada com a Secretaria Municipal de Saúde (SAMSA-BH). O órgão público divulga, há cinco anos, o projeto “Movimento BH pelo parto normal”, lançado em 2007 pela PBH, e que pretende contribuir com a redução das taxas de cesarianas desnecessárias e melhorar a saúde materna e infantil em Belo Horizonte.

Para Sonia Lansky, a participação da SMSA na feira representa um incentivo do parto natural e, também, do aleitamento materno.

De acordo com a coordenadora do movimento, Sonia Lansky, os dados de partos por cesariana estão crescendo de maneira alarmante. “No ano passado, 52% dos partos na cidade foram por cesárea. Esse número, além de assustar, não é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS)”, explica Sonia. Ainda segundo a coordenadora, o espaço montado na feira atinge de maneira direta o público alvo do projeto. “Muitas gestantes visitam a feira com a ideia de montar o enxoval do bebê e acabam se interessando pelo nosso espaço. Elas se informam mais sobre os riscos de um parto forçado e repensam a intervenção cirúrgica”, aponta.

Grávida de oito meses, Geise Rocha participou da feira para se informar mais sobre o parto natural.

Grávida de oito meses, a estudante Geise Rocha acompanhou uma roda de conversa promovida pelo movimento. Geise, que pensou em programar o parto do bebê por medo de “sentir muita dor no momento de dar a luz”, decidiu ter o filho de maneira natural. “Eu tinha medo que o parto normal fosse muito dolorido, mas as meninas me explicaram que é algo natural na mulher. É o nosso corpo avisando que o bebê está pronto para sair. E elas também me falaram sobre os riscos da cesariana. Então eu percebi que a melhor opção é mesmo o parto normal”, contou.

O governo do Estado participa pela primeira vez da Feira. O stand do projeto “Mães de Minas” é um conjunto de ações de saúde voltadas para a proteção e o cuidado da gestante e da criança no primeiro ano de vida. Ao visitar o espaço, as gestantes poderão obter informações sobre o programa promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (SESMG), realizar cadastro e receber apoio e orientações do Call Center do projeto para acompanhamento de exames pré-natal, além de tirar dúvidas sobre a gravidez, cuidados com o bebê e outros serviços de acompanhamento.

A Feira do Bebê e do Gestante vai até 11 de março no Minascentro 14h às 22h (terça a sexta); 10h às 22h (sábado) e 10h às 19h (domingo). O valor da entrada é R$5,00. Outras informações pelo site oficial do evento ou no telefone (31) 3226-6500.

Fotos: Graciele Aguiar

Anúncios
Posted in: Cidades, Economia, Saúde