“Na Coxinha da Madrasta” é a campeã do Concurso de Marchinhas Mestre Jonas

Posted on 05/02/2012

0


Na Coxinha da Madrasta, a grande vencedora do Concurso de Marchinhas Mestre Jonas.

A suspeita de gasto indevido do dinheiro público por parte do vereador Léo Burguês (PSDB) foi inspiração para a canção campeã do concurso de Marchinhas Mestre Jonas, durante o Baile da Banda Mole na casa de shows Granfino’s, no bairro Santa Efigênia, na noite do último sábado (4). “Na Coxinha da Madrasta”, composta por Flávio Henrique, a marchinha, que caiu na boca do povo, foi a primeira colocada. Em segundo lugar, o público escolheu “Marcha da Estação”, autoria de Renato Vilaça e João Basílio. E o terceiro lugar foi para a canção “Plaza de La Estacion, composta por Luiz Rocha e Paulinho Assunção.

Marcha da Estação levou o segundo lugar da festa.

A marchinha foi criada após reportagem publicada pelo jornal O TEMPO em 16 de janeiro, com a revelação de que Burguês gastou R$ 1.500 por mês, desde 2009, com lanches comprados no buffet da madrasta. Em pouco tempo, a música se espalhou pela internet na mesma proporção que a indignação tomava conta dos belorizontinos. O autor até recebeu intimidação de Burguês pela música. Mas “Na Coxinha da Madrasta” saiu como a grande vencedora do concurso, recebendo, além do troféu Mestre Jonas, uma premiação em dinheiro no valor de R$5 mil. A segunda e terceira colocadas, “Marcha da Estação” dos autores Renato Vilaça e João Basílio, e “Plaza de La Estacion”, de Luiz Rocha e Paulino Assunção, também têm cunho político e satirizam a administração do prefeito Márcio Lacerda. As canções receberam R$3 mil e R$1 mil, respectivamente.

O radialista Tutti Maravilha comandou a festa no Granfino's.

O Baile contou com a apresentação das dez marchinhas selecionadas para o concurso e a animação da festa ficou por conta do radialista Tutti Maravilha. Os autores subiram ao palco acompanhados por uma banda base formada por oito instrumentistas dirigidos pelo músico mineiro Thiago Delegado. Uma comissão julgadora foi selecionada para a noite com o objetivo de escolher as três melhores canções do pré-carnaval da cidade. Segundo o coordenador da banda, Luiz Mário Jacaré, os critérios de escolha foram “a criatividade, a animação, a irreverência e a sátira. Todos esses elementos sempre fizeram parte da Banda Mole e, claro, não poderiam ficar de fora das novas marchinhas”, apontou.

Plaza de La Estación, terceira colocada do Concurso.

O concurso de Marchinhas Mestre Jonas, criado para homenagear o cantor e compositor falecido em dezembro, aos 35 anos, vítima de AVC, foi realizado durante o “Baile da Banda Mole”. De acordo com Jacaré, o objetivo do concurso é resgatar a tradição das marchinhas. “As músicas que o povo canta hoje foram feitas há 50 anos, mas elas continuam aí e vão se tornar eternas. Nossa ideia é dar fôlego novo para as canções e incentivar a produção musical. Por isso criamos o concurso”, disse.

Concurso de Fantasias

Após a escolha das campeãs, houve o concurso de fantasias que, de acordo com Jacaré, também teve o objetivo de “resgatar os antigos e divertidos desfiles e tem como finalidade estimular o hábito dos bailes pré-carnavalescos e a saudável brincadeira de fantasiar-se nesta época”. Foram premiadas as fantasias mais criativas e originais, bem como o desempenho dos participantes. As vencedoras do prêmio de mil reais foram: Bahiana, Barbie, Fica Wando, Cafetina de Qué-Qué e Mestre Jonas. Os prêmios de 500 reais foram para: Palhaço, Nêga Maluca, Japonesa, Jesus Cristo e Cowboy Gay.

Fotos: Edy Fernandes

Anúncios
Posted in: Diversão