Criativa Birô promove economia cultural no Estado

Posted on 27/01/2012

0


Foi lançado na última quinta-feira (26), no Palácio das Artes, o programa Criativa Birô, um projeto do Ministério da Cultura (MinC) em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais (SEC-MG) e que conta com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MG). O Criativa Birô prevê ações e investimentos com o objetivo de mapear cadeias produtivas no Estado, além de estimular a formalização profissional, ao crédito, ao associativismo e a projetos de valorização da identidade cultural.

Segundo a secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, o projeto pretende criar oportunidades de negócios para a geração de renda e emprego. “Nosso objetivo é abrir oportunidades de negócios que gerem renda e trabalho e, ao mesmo tempo, promovam a cultura mineira”, explicou. De acordo com Eliane, já se pode sentir o impacto positivo desse setor na vida das cidades.

Como o próprio nome do projeto sugere, a ideia é proporcionar orientação técnica para empreendedores criativos. Para Eliane Parreiras, esse tipo de “ajuda” irá ampliar as potencialidades dos trabalhos. “O Criativa Birô é instrumento de articulação com governos municipais e federal, além da sociedade civil, na busca de crédito e de parcerias. Cria diálogo com áreas com as quais só tínhamos relações pontuais”, apontou.

Entre as linhas de atuação, Eliane Parreiras destaca o diagnóstico e a capacitação. O primeiro pela necessidade de conhecer o cenário da economia criativa de forma mais detalhada. “Além disso, precisamos de uma classe empreendedora consciente e organizada para transformar a criação em resultado produtivo”, explica. De acordo com ela, o Criativa Birô vem ao encontro de ações desenvolvidas pelo governo de Minas Gerais, com participação de várias secretarias.

Outros estados também contam com unidades do programa: Acre, Goiás, Pernambuco e Rio Grande do Sul. A secretária de Economia Criativa do Ministério da Cultura, Cláudia Leitão, prevê a instalação de mais 13 em outras capitais até o final do ano. O desafio, segundo Cláudia, é “levantar dados sobre a dimensão econômica da criatividade, oculta em vários serviços e produtos”, apontou.

Para Elaine Parreiras, o programa vai abrir oportunidades de negócios principalmente para quem promove a cultura.

Investimentos Serão investidos R$ 1,5 milhão na implantação do Criativa Birô em Belo Horizonte, por meio de recursos do MinC, da SEC e do Sebrae-MG. A verba será aplicada na infraestrutura do espaço e na estrutura administrativa. A previsão é de que o Criativa Birô esteja funcionando em setembro deste ano. Minas é o primeiro Estado do Sudeste a receber o programa Criativa Birô.

Anúncios
Posted in: Cultura, Economia