Novidades marcam a nona edição do Savassi Jazz Festival

Posted on 16/07/2011

0


Um das novidades desta edição é a parceria entre Chris Potter e a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais.

Um dos festivais de música instrumental mais conhecidos de Belo Horizonte chega à sua nona edição e promete agitar a capital mineira com uma programação repleta de atrações internacionais e, também, inusitadas: o Savassi Jazz Festival 2011, que será realizado de 25 de julho e 3 de agosto, traz uma parceria inédita entre o saxofonista americano Chris Potter e a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. Além dessa mistura, o festival comemora novas alçadas. Pela primeira vez, o espetáculo deixa as ruas da Savassi e leva o jazz para as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Juiz de Fora. O lançamento oficial do evento ocorreu na última terça-feira (12), no Café com Letras, na Savassi.

Organizado pelo produtor cultural Bruno Golgher, o festival, que já faz parte da agenda do público mineiro, está ainda mais abrangente este ano e irá presentear o amantes da boa música com uma edição especial do Concertos no Parque, projeto da Fundação Clóvis Salgado. Essa iniciativa, segundo Bruno, representa a expansão do festival para outros públicos da capital, democratizando de vez a música instrumental. “Essa mistura de orquestra e jazz é uma forma de levar o Palácio das Artes para fora. É como se ele fizesse o convite para que o público participasse do festival”, disse.

O Savassi Jazz também será realizado em São Paulo, Rio de Janeiro e Juiz de Fora.

Outra novidade é a realização do Savassi Jazz Festival nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro e Juiz de Fora. A iniciativa partiu do próprio idealizador do festival que tem boas expectativas em relação aos shows nesses locais. Para Bruno, o “Savassi Festival já cresceu muito aqui em Belo Horizonte e agora quer conquistar novos públicos e espalhar ainda mais a música pelo país”, concluiu.

Os músicos mineiros também irão se beneficiar com a nona edição do festival. O Prêmio Jazz Minas será entregue ao violonista e compositor Juarez Nogueira no dia 27, no Palácio das Artes, durante a abertura oficial do evento. O prêmio tem o propósito de homenagear os artistas do Estado que se destacam no cenário musical, como conta Bruno Golgher. “A escolha de Juarez reflete a estética que o Savassi Jazz Festival quer passar para a cidade. Essa mistura de som nacional, internacional. Essa coisa meio universal, mas ao mesmo tempo bem nossa”, explicou.

Outras informações sobre o Savassi Jazz Festival 20011 estão disponíveis no site do Festival.

Fotos: Warley Desali

Anúncios