Em sua sexta edição, Fórum das Letras de Ouro Preto prestará homenagens à África

Posted on 13/04/2011

0


O Fórum das Letras irá prestar homenagens à África, além de promover a cidade de Ouro Preto.

A influência da cultura africana na formação da identidade do povo brasileiro será o tema da sexta edição do Fórum das Letras de Ouro Preto, que ocorrerá na semana de 10 a 15 de novembro, na cidade de Ouro Preto. O evento contará com váriosescritores dos países de língua portuguesa e prestará uma homenagem à África, um dos continentes que mais contribuiu para a formação cultural e literária do povo brasileiro. Para divulgar a programação do Fórum e explicar os motivos da escolha do tema deste ano, a equipe que organiza o evento convocou a imprensa para uma coletiva que ocorreu no auditório do Centro de Cultura Nansen Araújo – Sistema FIEMG na última terça-feira (21/09).

Realizado pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), o Fórum das Letras de Ouro Preto privilegia o diálogo entre autor e público, promovendo, também, a antiga capital do estado e que hoje é Patrimônio Cultural da Humanidade. Entre os escritores convidados, destacam-se os moçambicanos Mia Couto e Paulina Chiziane, a primeira mulher daquele país a publicar um romance. De Portugal, nomes como Luandino Vieira, Inocência da Mata e Margarida Paredes já confirmaram presença. E os autores brasileiros que irão fechar a aliança literária são Alberto Mussa, Nei Lopes, Flávio Carneiro, Marina Colasanti entre outros.

O tema “África” foi escolhido “pela grande influência que os povos do continente exerceram e exercem no Brasil, contribuindo para a formação da identidade cultural e humana do país”, explicou a idealizadora e coordenadora do Fórum das Letras, professora Guiomar de Grammont. Ainda segundo Guiomar, Ouro Preto, como sede do evento, simboliza a gratidão aos povos africanos, já que a cidade erguida com os braços dos escravos é berço de várias etnias vindas do continente. “O coração ouropretano vai bater junto com a África”, disse. O pró-reitor de extensão da UFOP, Armando Wood falou sobre os desafios do Fórum das Letras de Ouro Preto. “Muitos linguistas acreditam que haverá uma hegemonia de idiomas daqui alguns anos. Pelos bilhões de habitantes, China e Índia vão preservar sua língua. Os países lusófonos precisam se unir e reafirmar a força do nosso idioma. O primeiro passo começa com a literatura”, ressaltou.

Armando Wood e Guiomar de Grammont

Outra novidade desta edição é a parceria entre a UFOP, organizadora do Fórum das Letras, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e a Pontifícia Universidade Católica de Minas (PUC Minas). As três irão organizar o IV Encontro de Professores de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa, que abordará o tema “África: dinâmicas culturais e literárias”, de 8 a 11 de novembro. A professora do programa de pós-graduação em Letras da PUC Minas e presidente da Comissão Organizadora do encontro, Nazareth Fonseca, que também participou da coletiva, explicou que esse evento ocorre a cada três anos em uma cidade diferente do país. De acordo com Nazareth, as inscrições superaram todas as expectativas. “Muitos africanos ficaram interessados ao saber que, dessa vez, o Encontro será realizado em Ouro Preto. Temos realmente uma ligação muito forte com aquele povo”.

O Fórum das Letras vai comemorar a inserção do evento no calendário de comemorações dos 300 anos de fundação de Vila Rica

Além de propor nesta edição o diálogo e aproximação de Brasil e África por meio da literatura, o Fórum das Letras vai comemorar a inserção do evento no calendário de comemorações dos 300 anos de fundação de Vila Rica, (atual Ouro Preto). A programação teve início em 8 de julho e vai se estender até 8 de julho de 2011, data do tricentenário da fundação da cidade. Paralelo à programação oficial, também será realizado o Fórum das Letrinhas que é destinado à literatura infantil e está repleto de atrações para despertar o interesse das crianças pela prosa, poesia e culinária, sempre de uma forma lúdica.

Anúncios
Posted in: Cultura, Literatura